A roupa do noivo: o que escolher para não errar?

Tanto quanto a noiva, rainha do evento, o  noivo geralmente precisa de uma ajuda para não errar na escolha do traje.

Se ele for antenado e conhecer um pouco de moda, pode até acertar, mas é importante o casal conversar para não haver discrepância no estilo dos dois.

Os fatores que devem ser considerados são os mesmos que os da escolha do vestido : horário, clima, local, estilo do casamento e biotipo do noivo. Deve-se levar em consideração que se a escolha dos noivos for glamourosa, os padrinhos devem seguir esse estilo para não haver diferenças embaraçosas na celebração.

Vamos começar pelas opções menos usadas hoje no Brasil, por conta de nosso clima tropical, porém, possíveis em casos de eventos mais formais e luxuosos após as 20 horas. No caso desses modelos, aconselhamos o aluguel, para não correr o risco de comprar e não haver outra oportunidade de uso.

 

Jaquetão–  Paletó com abotoadura dupla e comprimento abaixo do quadril. Geralmente de cores mais escuras e com listras finas.

 

Rafinatti–  Paletó comprido (altura dos joelhos), estilo gangster, de cores mais escuras e tecidos mais pesados, portanto, para climas mais frios. Não aconselhável para o noivo de baixa estatura .

Casaca– Usado em eventos luxuosos. Casaco preto, com a parte da frente mais curta e cauda traseira partida. Pode ser usado com colete mais claro ou escuro. Não aconselhável para baixinhos .

Fraque – Sempre em tons escuros, com cauda na parte traseira. Usado com colete, a cartola é adicionada quando o evento é muito luxuoso. Não aconselhável para noivo baixinho .

Meio fraque – Blazer com um botão, sem a cauda do fraque, utilizado com colete mais claro ou cinza e calça cinza com riscas.

Quando o noivo utiliza o fraque, os padrinhos geralmente vão de meio fraque .

 

Túnica –  Com gola alta, esse modelo é étnico, adaptado das túnicas orientais. Pode ser mais curta e de cores mais claras.

Summer – Dentro da linha black-tie , essa opção é composta por paletó branco, camisa branca, gravata borboleta, faixa na cintura e calça preta. Esse modelo tem poucos adeptos, pois costuma-se priorizar o branco para a noiva, além de ser mais adequado para eventos diurnos.

Os modelos mais usados pelos homens no Brasil, hoje, são os smokings e ternos. Portanto, essas peças  podem ser compradas pois muito provavelmente poderão ser reutilizadas em outros eventos.

Smoking –  Também na linha black tie , composto de paletó preto com lapela acetinada ou não e  fechamento com um botão, nos modelos tradicionais. Usado com calça da mesma cor do paletó, cinta de cetim na cintura e gravata borboleta. Pode ser usado com colete da mesma cor do paletó, substituindo a faixa da cintura. Atualmente alguns homens utilizam gravata fina preta com esse modelo.

Ternos – Na verdade, terno tem este nome por ser composto de tres peças : paletó, colete e calça. Quando são usados apenas o paletó e a calça a designação correta é costume . Os modelos de ternos variam muito pois tem cortes diferentes, o que os diferenciam pelas fendas traseiras, lapelas, abotoamento e bolsos.

Imagem 1

O corte italiano (imagem 1), por exemplo não tem fenda traseira e os bolsos não tem abas, além de ser mais ajustado na cintura.

Imagem 2

O corte inglês ( imagem 2), possui fenda traseira dupla, bolsos com abas e a modelagem é um pouco mais solta.

Imagem3

Já o corte americano, ou clássico (imagem 3), tem um caimento reto, mais confortável, apenas uma fenda traseira e levemente acinturado, aceitando as duas opções de bolsos, com ou sem abas.

imagem 4

O  Slim fit (imagem 4), na verdade não é um corte, mas sim um estilo mais justo de qualquer modelo, aconselhável para homens que estão com o corpo esbelto e delineado.

Costume

Costume – Quando utiliza-se apenas a calça e o paletó, sem o colete. Muitos não sabem dessa denominação e dizem “terno sem colete” .

 

 

 

 

 

 

 

 

Blazer – Não faz combinação com a calça . É um paletó mais casual, usado com calça de outra padronagem, formando um visual mais “descolado”. Pode ser usado com gravata. Essa opção pode ser usada em casamentos informais.

Celebrações sem religioso, na praia ou campo, principalmente no verão, permitem combinações mais arrojadas e leves.

O importante, na verdade, é favorecer o biotipo do noivo e proporcionar conforto, afinal, esse é um dia de muita alegria !

* As imagens não são autorais. Caso alguma seja de sua autoria, nos informe para darmos os devidos créditos.

 

Mary Luce Carvalho – Publicitária, gerente comercial, docente e blogueira.

“Acredito que a boa comunicação dissemina amizades e prosperidade.”

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *